Uma história de Superação

Violinista se apresenta em MT e é recebido com documentário

Fonte: Olhar Direto

Fotos: Banavita/F3 VídeoViolinista se apresenta em MT e é recebido com documentário

Não é possível descrever o que tem mais força para encher os olhos alheios de emoção: se a música de Marcelo Zeballos ou sua história de vida, tão cheia de percalços. Talvez porque as duas coisas sejam uma só: cada nota, uma memória. Com quase 25 anos, o boliviano Zeballos é um virtuose com seu violino, e se apresenta em Chapada dos Guimarães durante o 26º Festival de Inverno, com a Orquestra de San Ignácio, no sábado (10) e domingo (11), às 19h e 21h, respectivamente.

Recepcionando a chegada do jovem, será exibido o documentário “Marcelo e o Violino”, no sábado, às 16 horas, na Pousada Penhasco. O filme é uma produção independente da F3 Vídeo e tem a produção executiva assinada por Antônio Carlos Banavita. A direção é de Glória Albuês, com produção de Ana Cláudia Simas e fotografia de Guillermo Medrano. Assistir ao documentário e, em seguida, poder presenciar uma apresentação de Marcelo é uma combinação certamente enriquecedora.

Para quem acredita em acaso, foi por meio dele que Banavita descobriu o violinista.Viajando pela Bolívia para rodar um documentário sobre a rota turística Pantanal-Pacífico, Banavita, ao adentrar uma igreja de San Ignácio, deparou-se com Marcelo, tocando seu violino. “Aquilo me arrepiou”, descreve.

Um ano depois, já em 2008, Banavita retornou ao local, com objetivo de registrar a história de Marcelo. E descobriu que nenhum roteiro poderia ser mais interessante e forte que o real enredo da vida do jovem.

Zeballos foi rejeitado pela mãe biológica desde o ventre. Uma tentativa de aborto resultou em sequelas: o garoto nasceu surdo do ouvido esquerdo e com uma deficiência visual. A mãe não queria o menino e outras tentaram adotá-lo, devolvendo em seguida. Mas uma delas persistiu e, com muitas dificuldades, deu a Marcelo uma família.

Livros? O violinista diz não conseguir ler. Mas as partituras parecem bem nítidas a seus inquietos olhos. Além de tocar, Marcelo compõe peças para seu violino e para a orquestra. Um feito por si só grandioso, que ganha ainda mais destaque quando se sabe que o compositor é um rapaz pobre, que nem luz elétrica tem em casa e que não pode contar com visão e audição por inteiro.

Marcelo Zeballos se apresenta junto à Orquestra de San Ignácio neste sábado (10) às 19h e no domingo (11) às 21h na Praça da Igreja Matriz, em Chapada dos Guimarães, durante o 26º Festival de Inverno. O documentário “Marcelo e o Violino” terá sua avant-première no sábado, às 16h, na Pousada Penhasco.

Para assistir um pequeno trecho do documentário clique aqui

2 comentários sobre “Uma história de Superação

  1. Se lembra quando eu te perguntei se vocÊ conhecia histórias de sucesso em que os violinistas não tinham aprendido a tocar muito cedo?? ESTÁ AÍ UMA, ELE COMEÇOU A TOCAR COM 14 ANOS, SURDO DA ORELHA ESQUERDA E C/ DEFICIêNCIA VISUAL, e atua como 1 violino da orquestra sinf. de campo grande… QUE ELE SIRVA DE EXEMPLO PARA OUTRAS PESSOAS… grata bjs…

  2. FIZ UMA ENORME CONFUSÃO… eu sinto muito, confundi o seu perfil com o dele …. desculpa.. apenas ignore o que eu disse.. rs grata

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s